Pesquisar este blog

segunda-feira, junho 30, 2008


How Can I Go On (tradução)
Queen
Composição: Freddie Mercury / Montserrat Caballét


Desta maneira
Quando todo o sal e retirado do mar
Eu perdi meu trono
Estou nu e sangrando
Mas quando você aponta seu dedo tão selvagemente
Será que há alguém aí
Para acreditar em mim
Para ouvir meu apelo
E para cuidar de mim?
Como posso continuar
Dia após dia
Quem pode me fortalecer
Em todas as maneiras
Onde posso estar seguroa onde pertenço
Neste grande mundo de tristeza
De tristeza
Como posso esquecerAqueles lindos sonhos
Que partilhamos juntos
Eles estão perdidos eles
Não consigo acha-los
Como posso ir em frente
Algumas vezes eu tremo
Completamente na escuridão
Eu não posso ver
Quando as pessoas me assustam
E eu tento me esconder
Bem longe da multidão
Será que há alguém aí
Para me confortar
Senhor para ouvir meu apelo
E para tomar conta de mim
Como posso prosseguir
Dia após dia
Quem pode me fazer forte
Em todas as formas
Onde posso estar seguro
Onde posso pertencer
Neste gigantesco mundo grande
De tristeza
Como posso esquecer
Aqueles lindos sonhos
Que dividimos
Eles estão perdidos e não estão
Em parte alguma, para serem encontrados
Como posso continuar
Como posso continuar
Como posso continuar


Fred Mercury e Montserrat Caballét, talentos tão diferentes que na comunhão grandiosa pelo sentimento a beleza daquilo que nos faz levitar, mesmo quando as sombras mais brumosas se fazem presentes,da forte e áspira voz de Fred um chamado a acordar, e doce lírica voz de Montserrat uma emoção de serenidade surge, abra-se e sinta a beleza está em nossa capacidade de vê-la:

http://www.youtube.com/watch?v=fJ0-ggmKRLU

Lei de transito e Álcool...

"A lei de transito e álcool foi criada em função do ciúmes do governo em relação a arrecadação das funerárias..."

Luis Fabiano.


Diamantes existenciais

Acho que ninguém duvida da beleza inigualável destas pedrinhas, capaz de matizar a luz, refratá-la e mesmo concentrá-la se isso se fizer necessário, ele é de uma plasticidade surreal, no entanto e talvez por isso mesmo a contra parte é a substancia mais rígida do mundo, inquebrável e repleto de beleza,lapidado e inflexível, e o mundo dobra-se ao seu poder e até entendo os méritos de um diamante, que são muitos e inquestionáveis,da sua origem até a lapidação, não se faz por caminhos dos mais honestos e belos, limpos, ao contrario, ele é extraído da bruta rocha com algumas maquinas mas o trabalho é humano e quase escravo!
Mas quando sai da rocha ele parece uma pedrinha comum, não tem brilho, não tem forma, não tem nada é apenas uma pedra com potencial, e graças a olhos treinados e friamente qualificados uns irão fora, e outros se converterão nas pedras mais caras do mundo, um julgamento tão frio quanto o diamante!
Neste instante enquanto pensamentos devaneantes pairam em minha mente, lembrei-me do ser humano, da sua rigidez e da frieza que permeia a nossa vida como um todo, de um modo geral estamos sempre em posição de ataque, com pessoas desconhecidas ainda que conhecidas, pois mistério é o sabermos todos muito estranhos aos nossos semelhantes. e neste pensamento sermos uma anomalia de diferenciações em relação ao todo, gostamos de pensar assim, somos espécimes diferentes dos outros seres humanos, não é ?
Talvez melhores, é, melhores que os sub-humanos que vimos todos os dias sem condições ideais de vida, daquilo que consideramos uma vida digna, porem teus sonhos mais diáfanos são os mesmos sonhos de todos, teu querer e tua beleza são os mesmos de todos, mudam-se alguns acessórios e tudo parece tão diferente tão estranho, lapida-se ou embrutece-se, e no frio julgamento a vida deixa de existir,e no fino brilho ascendente a dura e fria ausência, tão brilhante e tão só.
Um solitário?
Impressionante como verbalizamos o que a linguagem real nos quer traduzir, ainda que em silencio de pensamentos e emoções o que verdadeiro mas não absoluto fala em ti, nas tuas não lapidadas convicções, temos pois na sofisticação do pensar por vezes nossa alma voa ainda não livre, alça vôo mas as correntes pesadas de sua limitação nos trazem o que convencionamos mundo verdadeiro,sem brilhos mas a dura e inflexível contraparte do que brilha, puxa gostaria poder viver do brilho ofuscante de Ti?
Sobreviver e absorver a dignidade de tua luz, mas como pedra dura e bruta opaca ainda, sou apenas potencial. E então dei-me conta que o diamante não tem luz própria, mas ele refrata a mesma,vive de luz alheia, mas na escuridão dos difíceis caminhos ele não o pode iluminar,uma faísca nos teria mais valia que todas as brilhantes pedras do mundo!
Devo aqui dizer, que por momentos olho para as brutas pedras que me cercam , pedras animadas emulando vida humana, e gostaria de rasgar-lhes a couraça basáltica para ver verter talvez algo mais digno?Talvez o sumo...mas das pedras é muito difícil.eis o verdadeiro sacrifício de viver a maior beleza e a mais profunda rudeza e nas duras penas fazer brilhar, acordando a tua luz e iluminar caminhos, mas só e só és.
A vida solitário,a vida de um diamante.

Falo a bruta pedra na ânsia que ela converta-se
E que aspire ao brilho.
Com meu profundo carinho.
Paz e luz em teu caminho.

Fabiano.

domingo, junho 29, 2008


There For Me (tradução)
Sarah Brightman

[Sarah]
Aqui, para mim
Sempre que eu estiver longe
Você estará aqui para mim
Pensando em mim todos os dias
É você meu destino?
Palavras que nunca ousei dizer
Você estará aqui para mim?
Só pense em você e eu
Não poderíamos nunca obedecer a ordens
É um mistério tão grande
Apenas ouvir você dizer que é meu
E enquanto estás junto de mim
Tão perto de mim
Apenas me abrace

[Josh Groban]
Se você não está comigo
A cidade parece cinza
Quando caminho sozinho
Vejo crianças a brincar
Rostos e vozes do passado
Que não reconheci
Elas me perguntam

[Sarah e Josh Groban]
Você ainda está aqui para mim?
Talvez um dia desses
O mundo verá
Que pouco pode acontecer
E você estará aqui para mim
Ouça o que eles dizem
Mas você simplesmente está aqui por mim

[Sarah]
E enquanto estás junto de mim
Tão perto de mimApenas me abrace

[Josh Groban]
Conte-me até quando estarás comigo
Conte-me as coisas que escondes dentro do você
Temos tantos sonhos que podemos viver afinal
Espero que

[Sarah e Josh Groban]
Você ainda esteja aqui para mim
Talvez um dia desses
O mundo verá
Que pouco pode acontecer
E você estará aqui para mim
Ouça o que eles dizem
Mas você simplesmente está aqui para mim
Aqui para mim
Aqui para mim
Aqui para mim

Sarah Brightman é sempre um devaneio que quase beira o impossivel, sua voz e arte são capazes de nos arrancar do trivial e nos levar aos sonhos, as fantasias o unico lugar possível onde se pode sentir e pensar com liberdade total, o Sr Josh Groban é um talento complementar, encenação de uma paixão amor capaz de nos emocionar pois tudo fica na sublimidade de uma aproximação e uma comunhão de primor e beleza.
Os deixo os com Sarah:


sábado, junho 28, 2008



Doce Intolerância

Falando serio como raramente faço, minha troça é traço de personalidade sempre em eterno contraponto, as coisas tem suas causas, mas nem sempre é ou será um fator determinante de nada, e isso me faz lembrar o quanto sendo mais ou menos sincero, me sinto muito cansado, como um enfado das tragédias da vida, aqui muito referidamente da convivência com as pessoas em níveis diversos e adversos (não existe nenhum processo depressivo nisso como entenderão os mais apressados, mas com toda certeza é um agastamento de ver a verdade subjacente do teu amanhã sempre sombras e alguns poucos amanheceres...), mas de onde veio tudo isso?
Ontem quando olhava pela janela de minha casa, vi caravana política, acompanhado de policiais batedores parando o transito em uma espécie de propaganda ou marketing pessoal,e como uma coisa termina a levar a outra ainda que não existam conexões diretas entre elas, naquele instante me senti muito mal,pela mítica representação que ali desfilava, um enfado percorreu meu organismo e tomou meu coração e assolou a minha alma, que se confrangeu em angustia!
E dei-me conta que não possível mais crer ou acreditar em nada ou ninguém, porque a essência do ente humano hoje e sempre está totalmente adulterada, deturpada, e quando alguém é ilibado e verdadeiro, é porque não tem muito entendimento,inteligência, eis vinculo prejudicial que me arrasta a desesperança e total em ti e em toda humanidade,lamento, posso dizer largamente que confio em duas ou três pessoas, mas não acredito em nenhuma.
Minha confiança esta baseada na suspensão previsível da falha humana minha certeza absoluta, uma confiança literalmente baseada no “erro” da convicção que com toda certeza irás falhar comigo e outras tantas pessoas, questão de tempo e condições, hoje ou amanhã, talvez depois, mas isso não é muito importante, pois essa é a base das relações humanas e neste ínterim meu reino não é deste mundo, aprendi desde muito cedo quando ainda era um imbecil aprendiz, hoje me tornei um profissional, e portanto menos crédito ainda no ente humano.
Não há em que ou quem acreditar, e neste aspecto sugiro me incluírem na lista dos descréditos, pois como a maioria de nós, eu emulo alguma honestidade possível, e neste aspecto creio piamente que a ignorância é uma benção, porque se algo relativo a relações funciona ou dá plenamente certo, é porque uma das partes ou ambas as partes são ignorantes, não existe a supremacia da inteligência sendo coroada com vitoria convivendo em um comunhão de paz e devaneios de felicidade plena entre relação humana.
E depois de meu pensamento volitar em tantos detalhes singulares advêm meu desprezo,um desprezo repleto de verdade, um entendimento que nada disso irá mudar, que você não irá mudar, e tudo caminhará lentamente para o que sempre é, não existe uma pessoa viva ou morta em que possa ter plenitude de verdade,assim dou pedaços,fragmentos e pequenas porções de verdade, por ser esta a zona de conforto que todos gostam de conviver,e para que mudar isso?
Não, não serei eu o desagradável a este ponto, de mil não se salva um,eu naquele instante estava muito cansado,por saber e entender que para algo possa ser sincero, longo caminho de liberdade e entrega precisas percorrer dentro de ti,ai é somente neste instante algo notável pode ocorrer, algo que muda vidas, e torna a paisagem existencial, ainda que lhe faltem cores a ti e somente para ti repleto de beleza estará.

Escrito com a alma oprimida de ontem, guardei tal emoção para descortinar uma das tantas versões e probabilidade da verdade,quanto tudo isso se passou.
Não havia mais esperanças, eu lamento.
Paz e luz em teu caminho.

Luís Fabiano.

sexta-feira, junho 27, 2008


Sumos da alma

Vez por outra tu és espremido em um corner
Sofre tua carne crua e viva agonias e agruras,e tal como Atlas
Carregas o peso do mundo sobre os ombros, por vezes e muita vezes esmagado por ele
Por desafio e beleza, amargor e doce viver, na tradução observada eqüidistante mas
Raramente entendida de viver, nas constantes inconsciências de existir, eterno pendulo
De errar e acertar, tornar a errar, tudo se passa sem grande importância.
Então pela fadiga, estafa a guisa de amadurecimento, pensamentos, emoções, senilidade de ser, um olhar, um sentimento, um brilho sincero verdadeiro surge, quando levado ao extremo de si a verdade flui de tua alma!
Não pela doçura e nem gentileza, antes sim espremido por coisas e circunstancias, um profundo entendimento, uma compreensão vem a vida, nasce, e claro lagrimas abundantes acompanham isso a dor de viver e dar vida, lagrimas, os sumos da alma, terminam por falar o que muitas vezes o corpo cala.
Pudéssemos não macerados e machucados nos encantarmos pela simplicidade de tudo que é, com naturalidade vertemos o sumo das belezas existem em si, sem dor ou largas feridas, apenas um afagar sutil, como beijar as dores alheias, doação de paz e alguma emoção.
Porque nos devaneios do pensar , na perdição do certo e errado, perde-se o tempo e ao que era antes ato espontâneo converte-se em grilhões da alma, e perde-se .
Ante meu olhar, percebo que dar forma as aspirações disformes do coração é como querer abraçar o vento, ser beijado pela neblina da manhã, receber o abraço carinhoso do éter e afagos do luar,mas o que em verdade podemos dar, são fragmentos de nós dentro dos limites que tua carne permite em rígida forma.
Isso deveria ser tanto para nós, é raro, mas as vezes funciona.
A sinceridade do teu ato só o é quando a entrega de si é feita, sem ônus, sumo e reflexo da natureza mais bela em ti, aquilo que em Sí quase não és tu.
A sete chaves trancaste na prisão do teu peito um céu e um inferno,e por vezes ao meio dia
Do teu entendimento abres e por outras, a meia noite da tua razão o trancas. A natureza nos Leva ao artificialismo, fuga de si e dor de não sentir.
Me calo então para que tua mente aspire em silencio o sumo do mais
Verdadeiro em mim, em ti e noutros.

Um olha verdadeiro é suficiente.
Paz e luz em teu caminho.

Luis Fabiano.

Longe do Meu Lado
Legião Urbana
Composição: Renato Russo


Se a paixão fosse realmente um bálsamo
O mundo não pareceria tão equivocado
Te dou carinho, respeito e um afago
Mas entenda, eu não estou apaixonado
A paixão já passou em minha vida
Foi até bom mas ao final deu tudo errado
E agora carrego em mim
Uma dor triste, um coração cicatrizado
E olha que tentei o meu caminho
Mas tudo agora é coisa do passado
Quero respeito e sempre ter alguém
Que me entenda e sempre fique a meu lado
Mas não, não quero estar apaixonado

A paixão quer sangue e corações arruinados
E saudade é só mágoa por ter sido feito tanto estrago
E essa escravidão e essa dor não quero mais
Quando acreditei que tudo era um fato consumado
Veio a foice e jogou-te longeLonge do meu lado

Não estou mais pronto para lágrimas
Podemos ficar juntos e vivermos o futuro, não o passado
Veja o nosso mundo
Eu também sei que dizem
Que não existe amor errado
Mas entenda, não quero estar apaixonado.

Renato sempre é poesia sempre, quando ficou doente aprimorou ainda mais seu brilho e sensibilidade, sua fala é um bálsamo ao coração nos permeando beleza e esperança, de entender nitidamente as nossas proprias emoções , sua grandeza é expressar sentindo e muito embora não seja de minha estrura persolística eu o admiro profundamente, deixo-os nos braços de Renato Russo

http://www.youtube.com/watch?v=BW0tRRkyw-w






quinta-feira, junho 26, 2008



Tomemos mais um trago...
Homenagem a uma lei estúpida!

Então antes de pegar a direção, Orlando disse pra todos os amigos, vamos tomar a saidera, afinal estamos comemorando não é ? É isso...e todos levantam o caneco transbordante...Orlando queria festa e não estava embriagado, mas claro tinha que voltar para casa, afinal todos precisamos voltar ao lar com segurança, mas nem sempre as coisas são tão fáceis assim, pois entre um caminho e outro surge a Lei, imperiosa em mão forte em braços estúpidos.
Ironias do destino a parte, justamente naquele dia onde a Lei de robusto braço pegou Orlando dirigindo levemente alcoolizado, ele não causou acidentes, ele não bateu em ninguém, ele conduzia seu veiculo com vagar e responsabilidade como a maioria de nós faz eventualmente e, não sejamos cínicos fingidos que somos profundamente e politicamente corretos o tempo todo, e digo mais, nós nunca causamos acidentes, tudo sempre terminou bem em casa a questão não é essa, logicamente que o erro não está na inocente bebida, mas uma coisa precisa esta esclarecida: quem não sabe beber simplesmente e por bom senso não deve beber,embora não pareça, mas existem regras para as bebidas, mas voltarei a este tópico mais adiante...
Orlando foi pego pela blitz e o bafômetro, errado com toda certeza porque era para ter estacionado o carro e deixado a blitz terminar e ir tranquilamente para casa, mas ele bobeou, coisas da bebida. Agora neste instante Orlando foi preso e esta em uma cela junto com traficantes e homicidas, talvez jogando cartas pois perante a estúpida lei todos são iguais ou parecidos??Orlando perdeu a sua carteira por um ano e teve 12 pontos na mesma e ainda vai pagar quase mil reais de multa, ai eu fiquei pensando: a quem esta lei esta beneficiando? Certamente algum político incorruptível perdeu o nobre sono pensando em melhorar a questão da violência no transito, ou seria com fins eleitoreiros? Esse dinheiro da multa será destinado a quem ?Com toda certeza aos hospitais para a melhoraria de atendimentos em vitimas de transito? Ou é mais um daqueles tributos misteriosos que pagamos e Deus que nos ajude ?
Tenho certeza que quando uma lei dura e inflexível assim surge um motivo tão mórbido lhe esta por trás e tenho certeza que não é a dignidade humana, tenho certeza também que não pensando no sangue das vitimas do transito, talvez algo passional quem sabe, alguém que perdeu um parente, filho,mãe ou sei-lá quem, e esta pessoa tem poderes suficiente para aprovar isso?
O que me impressiona, é não temos a estrutura para leis atuais vigentes, ou seja quem as fiscalize como deveria ser, mas isso é papo antigo coisas de Polititica..., direi o que irá acontecer em futuro próximo e cobrem por favor se estiver errado: Essa é mais uma lei para não ser cumprida, e que claro será revista daqui a algum tempo flexionada talvez, e depois ele cairá no mais profundo esquecimento como outras tantas leis que existem e não são cumpridas, mas ficam excelente no papel timbrado, tudo cai naquele mar de abandono até o próximo modismo, somente quando graves acidentes seguidos de morte ocorrerem(porque eles não vai deixar de ocorrer...)irá se aplicar o bafômetro para ajudar o inculpar mais o beberrão se ele sobreviver, quanto ao resto, fique tranqüilo, beba sua cerveja e vá devagar para casa, porque se tem uma coisa que todos temos certeza neste pais é:A IMPUNIDADE EXISTE, e porque neste caso seria diferente? Relaxe, não você não está na Europa, ou mesmo nos EUA, aqui as leis sofrem por falta de estrutura geral, nada funciona como deveria ser, nem saúde, nem educação, nem segurança, nem justiça, nem política, quem tiver duvidas quanto a isso, vá examinar estes serviços de perto e entenderá o caos que é!
Fique com a minha frase final, absolutamente nada funciona como deveria, mas elas são uma emulação virtual de ideal daquilo que deveria ser em termos práticos e verdadeiros, ou seja um faz de conta, eu faço de conta que acredito e você faz de conta que tudo esta certo e todos fazemos de conta que estamos satisfeitos com tudo e tudo esta em ordem correta.
Eu não digo?
Se tirarmos a mentira do mundo teríamos um colapso.
Agora bebamos mais um trago...pois a estrada nos espera!!

Ao que o mundo finge, meu desprezo e profunda cretinice.
Com irritação sarcástica.
Luis Fabiano.

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."


Fernando Sabino.



"Não se enganem comigo, eu não sou nada simpático, eu apenas minto bem."




Fabiano.
Imbecilização coletiva

Raramente exponho opiniões em atos alheios, creio mesmo que cada ser humano sabe mais ou menos de si, por isso mesmo a situação a qual esta envolvido é única e claro intransferível com todas as suas peculiaridades, pessoais e passionais, mas não posso deixar dizer algo a respeito de algo que ocorreu em uma segunda feira destas da vida, quando cheguei em casa, casando e faminto, com uma leve dor de cabeça física que se converteu em uma bomba atômica posterior ao que seguiu.
Adentrando a porta do meu singelo lar, vejo minha mãe e padrasto vendo televisão, sim tudo tranqüilo e quase harmônico ao dia que se seguia pois estava frio, noite e pouca atividade de qualquer outra monta...bem deixemos assim, a questão chocante não era essa, mas o que estavam assistindo e aqui vai anátema em sentindo mais amplo, era um programa de televisão voltado a fofocas destes que abundam em todos os canais, onde as pessoas brigam,discutem, fingem, mentem ,e a apresentadora com bocas e olhares fingidamente abismados, imagina-se uma intelectual por mediar este lixo,a ”nobre” discussão versava sobre uma ex-lésbica que era apaixonada por outra lésbica assumida e que por motivos talvez não “penetrantes a fundo”,a trocou por ser humano masculino misterioso em uma foto mais ou menos ocultada, e neste tribunal informal, tínhamos uma fofoqueira profissional colunista destas revistinhas que a maioria das mulheres adoram ,um transexual ,e um outro homossexual que ainda não havia se definido ao rumos de sua vida entre a homossexualidade ou heterossexualidade, tudo de uma nobreza rara!(isso é autentico cenário de um peça teatral...)
Não julgo nada ou a questão sexual de cada um, as pessoas que sabem que posições querem ocupar no ato em si, isso é um mistério em mais ou menos dado a quatro paredes e ninguém deve intrometer-se nisso, não é isto que estou tentando dar nobreza, mas antes o quadro montado no plano da televisão e o pior deles meus dignos telespectadores de casa, minha mãe e padrasto, sendo transformados em imbecis assumidos e felizes diante de bizarro espetáculo, passivos literais na ausência do pensar, e sobre tudo rindo disso?
Eu tentei amigavelmente sugerir a minha mãe que quem sabe trocasse de canal, mas eco permaneceu mudo e silencioso, pois neste momento a apresentadora chamava ao palco a lésbica deixada pela ex lésbica para que fosse aclarada definitivamente a situação delas, afinal todo o Brasil queria saber!!(Bem eu acredito mesmo que o brasil queira saber,pois existe uma revolução aberta da idiotice, os idiotas ocupam hoje todos os cargos possíveis e imagináveis...mas isso é um outro assunto...deixe para lá!!)
Acho mesmo que ela não mentia, pois ali naquele sofá, com suas mentes obnubiladas, obtusas dois estavam muito sedentos para o desfecho final daquela nobre historia repleta de dignidade e exemplo edificante, confesso que em minha alma fiquei triste por ver a imbecilidade ser tão propalada e sendo absolutamente vitoriosa em todos os sentidos, enquanto minha mãe e padrasto riam, gargalhavam diante da desgraça humana, de um cenário falso, de uma briga falsa, de acontecimentos que não dizem respeito a nós,e o principal onde todos se abraçam entre gargalhadas ao final numa simulação de término, de feliz, talvez por ter mantido as pessoas ligadas em uma mentira consentida.
Meu pensamento viajou enquanto tomava meu café, e percebi que a mentira não pode desaparecer deste mundo de forma alguma, pois isso levaria as pessoas a uma tristeza imensa e possivelmente muitas quisessem se matar ou matar os outros, talvez, se hoje em um piscar de olhos fosse nos dado saber de todas as verdades de todas as coisas que nos cercam o mundo mergulharia em um caos profundo, primeiro não queremos saber de verdades, a mentira é muito mais confortável,e neste aspecto afirmo que a ignorância é um balsamo, o anestésico existencial que nos furta a dor maior, e em cima disto a maioria das vidas das pessoas é embasada, na emulação de felicidade, na fantasia vaporosa ,no ideal acreditado que longe esta da realidade ,tudo aquilo que puder preencher as lacunas desconfortáveis da existência, a grande fuga do si profundo e da imensa solidão que as pessoas estão mergulhadas!!
Eles riam abundantemente preenchidos de nada, mas meu cansaço era imenso, e aqui vai um conselho gratuito, é impossível vencer os imbecis, desvie deles e os deixe em sua desabalada carreira em busca de outros imbecis, como é de minha natureza mais real, levantei-me depois de saciado, sorri amarelo e falso para agradado alheio, e dei boa noite, como um prisioneiro as avessas, aquela liberdade me fazia mal, então miticamente retornei para caverna, meu quarto o templo sagrado, inconspurcável e virginal templo que leva a um mundo muito distante de tudo isso, ali fiquei em paz.
Pois assim o é,existem coisas que somente tu em tua solidão poderás vivenciar, não tem como plasmar coletivamente o refinamento existencial, somente a imbecilidade pode ser coletiva a nobreza jamais.


Paz e luz em teu caminho
Luis Fabiano
.

terça-feira, junho 24, 2008




"Todas as manhãs uma zebra acorda, e sabe que tem que correr mais que um leão;Todas as manhãs um leão acorda, e sabe que tem correr mais rapido que uma zebra. E essa é a verdade, todas quando acordamos é hora de correr."

Discovery.




segunda-feira, junho 23, 2008



Amor-daça...

Sempre o tema de minhas apreciações estão ligadas a relação humana, todas elas neste aspecto creio mesmo que a seara é ampla e sempre muito tem-se a se dizer, deixo de lado eventualmente a plasticidade passional que geralmente graça nas manifestações emotivas das pessoas, dificilmente alguém consegue se apartar da exigência circunstancial que envolve uma relação, a natural e silenciosa exigência que tem vida quando duas ou mais pessoas se envolvem, porque algo é esperado?Porque algo “precisa” acontecer, porque a especialidade de tal coisa almeja o passo seguinte?Mas que passo é esse?
Não.
O ser mais estranho que existe que habita este planeta é sem duvidas o humano, fascinante, as complexidades de seu pensar e limitação do seu sentir o levam naturalmente a catividade, e um cativo raramente sente-se feliz e satisfeito de ver aves ganharem o céus, as gaiolas que prendem os pássaros agrilhoam a nós também, quem prende está preso afivelado ao seu cativo, como ser feliz assim? Isso sempre me faz pensar, e lembro-me do semeador que tendo guardado as sementes em sua mão ,não plantou, não colheu e todos feneceram, pois uma semente fechada em nossas mãos jamais nasce, é do solo que precisa, da umidade da terra, e da agressividade da vida para com ela, sim por estranho que o seja, mas a morte da semente é sua vida, o romper da casca, uma entrega para ser e tornar-se vida e justamente desta liberdade que falo.
Porque conseguimos nos desprender dos sutis liames do egoísmo é onde realmente conseguimos a manifestar reais e profundas emoções, de um modo muito barato tratamos com uma aparência muito nobre mas que a menor sutileza, ao menor abalar de pensar ou sentir nos leva a destruição, porque antes de qualquer ofensa esta a nosso amor próprio, nosso ego-ismo, você acha mesmo que quando diz eu te amo, ama realmente?Tem noção real do que é ou significa isso?
Claro que ninguém tem, pois tal palavra é dita discriminadamente e como tudo que é comum torna-se vulgar caindo naquele fosso profundo do comum de todas as coisas, porem quem esta preocupado com isso? A muito tempo atrás quando acreditava em tais manifestações eu dizia coisas bonita, carinhosas e românticas , agradeço a vida a oportunidade de ter me furtado isso a duras penas,mas eu lembro de muito tempo atrás que dizia tal palavra não porque estivesse sentindo, mas me parecia bonito ou melhor correto de se dizer naquele instante, afinal é isso que namoradas, noivas, esposas afins esperam escutar quando dizem (EU TE AMO..?)Bem era bonito, ingênuo mas bonito,só!
Com o tempo a minha visão ao ser humano foi aprimorando,e percebi também que este amar humano é um ato de fé muito mais que as qualidade que são anexas e exigidas para isso, na verdade, nós queremos amar, mas nosso amor ainda esta misturado as impurezas de nossa personalidade, talvez com o temo e uma possível evolução ética humana a sinceridade permeie mais as relações e ai(isso é quase autoajuda ... ) poderemos dar uma chance ao amor!
A algum tempo me disseram que eu era um frustrado ou triste por ser e pensar assim, eu respeito toda a opinião, meu lema e liberdade de pensamento e emoções,e digo que não sinto nem uma coisa ou outra, mas antes sim satisfeito por poder olhar o ente humano com olhos sem amarras vendo o tamanho exato do ser, e isso eu não troco e não trocarei por nada, e se o preço pago é a solidão, a recebo com a alma e com a felicidade de quem é agradecido a existência, a vida e a Divindade pela simples oportunidade de respirar e contemplar a vida. Liberdade é possível,e a harmonia é nossa felicidade possível



Paz e luz em teu caminho.
Luis Fabiano.



domingo, junho 22, 2008



Da serie Fabulas da Verdade...
Realidade de Cinderela!


Bem amigos vocês lembram o final da historia de Cinderela, mas apenas para refrescar a memória em detalhes e impressões aqui vai...” A madrasta e suas filhas reconheceram a linda “princesa” do baile, e caíram de joelhos implorando seu perdão, por todo sofrimento que lhe tinham causado. Cinderela abraçou-as e disse-lhes que perdoava de todo o coração. Em seguida, no seu vestido esplêndido, ela foi levada à presença do príncipe, que aguardava ansioso sua amada.Alguns dias mais tarde, casaram-se e viveram felizes para sempre.”
É, esse foi o final, mas cabe colocar que todo final supõe um novo inicio, uma nova realidade, então um novo drama tem inicio, e dentro das nossas acanhadas percepções, com o tempo a ordem natural dos acontecimentos vai se encaixando trazendo a tona a fatal e inescapável realidade.
Eu fiquei sabendo(eu não sou fofoqueiro,mas você sabe, as coisas correm de boca a ouvido...não tenho culpa), dias mais tarde quando Cinderela já estava instalada e morando naquele palácio maravilhoso, obviamente que embora quase sendo uma “fada” pura em intenções,ilibada de corpo e alma(essa pureza toda me dá asco...) bem, afinal toda mulher e homem tem suas “necessidades” não é ? É claro você sabe do que estou falando...é isso,o bom o Príncipe maravilhoso infelizmente não consegui ter uma simples ereção, Cinderela me falou-me mais tarde off, que tudo não passava de preliminares feitas de nada, e ele dava-lhe um purinho beijinho na testa e ia dormir...? Dormir?
Assim sendo Cinderela decidiu partir para algo mais digamos, radical, e na noite que seguiu não colocou um baby doll branco como a neve, mas um espartilho negro com abertura frontal e traseira, literalmente o príncipe ficou chocado!! É chocado...,bem qualquer homem “normal”, praticamente estupraria Cinderela(alias que fantasia maravilhosa, o estupro de Cinderela...como fantasia é fantástico)faria coisas que o próprio demônio iria corar, coisas deliciosas e molhadas repletas de satisfação e tesão e gemidos!
Mas assim não foi, o que sucedeu foi um show explicações, aquelas que os homens geralmente dão quando broxam, coisas do tipo mais que clássico,(é, isso nunca me aconteceu antes... não sei o que esta havendo comigo... eu to cheio de vontade mas que será... eu ando muito estressado ultimamente... e outras tantas que nem vale a pena mencionar, notoriamente cinderela não acreditou em nenhuma desculpa, você imagina, se nem Cinderela acreditava que se dirá das mulheres atuais? Bem isso é um aparte.
No outro dia Cinderela não convencida, afinal ela queria curar a brochura do Príncipe, que agora já se tornara encantado de verdade, em função da falha, ela estava disposta a tudo, imagine uma Cinderela que nunca gozou e morrendo de desejos, bem ela fez nova investida na noite seguinte e nada, foi então que totalmente decepcionada, o amor começava desbotar um pouco, essa a verdade um amor sem tesão é quase um toque de almas, ou algo angelical até pode ser belo, mas ninguém quer, é preciso um “consolo”,para tal situação, e nossa Cinderela estava totalmente desconsolada, que faria?Pressionar nestas situações é sempre um desastre,mas algo precisa ser feito!
O príncipe que até aqui se pronunciara muito pouco decidiu dizer algo (príncipes e princesas encantados quando falam costuma ser uma catástrofe, pois o encanto não combina com a intelectualidade profícua,anotem isso a verdade comprova o que falo, posso afirmar pois já vi realezas falando...)então disse o príncipe em ar solene:
-Cinderela o que vou te dizer talvez não seja o melhor, mas enfim a verdade é apenas a verdade (baixou a cabeça, a outra cabeça),quero te dizer que a culpa não é tua,este casamento foi arranjado,uma farsa(ao que Cinderela arregalou os olhos),na verdade...na verdade(gaguejando), eu sou gay,não gosto de mulheres, meus pais percebendo isso para evitar o escândalo no reino, disse que arrumariam uma mulher e eu me casaria, qualquer uma servia de preferência das classes mais baixas sem notoriedade...bom, o acerto foi feito com a fada madrinha e o resto da historia você já sabe...
Cinderela ficou silenciosa, chocada, intocada e lembrou-se, do felizes para sempre?o que ?
Então para arrematar o Príncipe desencantado diz:
-Essa é a verdade, porem se um dia contares a alguém isso, serás torturada até a morte e todos aqueles que amas sofrerão penas, agora resigna-te e aceita o teu destino, criada! Disse isso e saiu rebolando os quadris.
Neste momento puft, aparece a Fada Madrinha, agora com um aspecto diabresco e gargalhava sonoramente dizendo:Oh, Cinderela sempre quando se vive um conto de fadas, é certo que a realidade virá e as vezes ela não das melhores.
E cinderela foi triste para sempre.

Uma dica,sempre preste atenção na Madrasta,ela e as vezes não é tão má assim!

Paz e luz em teu caminho.
Fabiano.

sexta-feira, junho 20, 2008


Ave Ferida

Canta em dor o teu canto de agonia,
Melodia que abrasa a alma dos transeuntes
Que misteriosa voz se entrecorta ressentida
Não buscas atenção, é apenas só em teu sofrimento permaneces
Talvez abatida em teus melhores anseios e devaneios, conspurcada tua inocência e candura
Ferida por ferir-se nas farpas brutais do existir,agora entendes que o melhor isolado é só melhor.
Queria tanto distender tuas gentis asas e buscar o alto sublime de mim e vós, queria mesmo voar em companhia ,de algo, alguém...
Viver dos ventos, e na noite da vida beijar as estrelas e ao dia abraçar o sol.
Mas tuas asas por agora não mais voam, e nem sequer se distendem, acolhida em meu/teu ninho, ali permaneces em um cantar que se misturam amargas lembranças e profundas esperanças.
Descansa, eu te peço, não forces tuas asas a romper cicatrizes recém nascidas, não te preocupes mais, tudo esta bem, sei que tua mente aspira o céu, mas teu corpinho frágil agora precisa de quietude e paz.
A luta das feridas é o reparar da alma, por vezes o corpo se lanha quando a alma baqueia, e torna-se claro, não bastam poesias e lirismos para descortinar espaços, nem tão pouco a força bruta, mas entendimento e leveza.
Nunca disse é verdade, mas em meu silencio arrancaria tuas dores mais atrozes e as espetaria em meu coração para ter a alegria de ver teu sorriso buscar as alturas novamente e na tua vitoria não mais voltares abatida a mim.
Minha alma se alegra.
Na mais sutil e pura alegria, tua grandeza me enche de vida e teu brilho onde quer que estejas me alimenta em sintonia, sem olhos, sem mãos, sem toques, apenas pelo carinho de ser o que é.
Agora minha pequena ave parte e se feliz, ganha os céus teu lar último, te fortalece e voa o mais longe que tuas asas permitirem, não te prendas ao ninho de meus braços e nem aos afagos do meu coração, pois a real grandeza de um sentimento está em sua liberdade e desapego, vínculos reais daqueles que se amam.
Correias, correntes, algemas e grilhões são justificativas de uma ausência.
Mas eu estou em ti e tu em mim, em serena e eterna comunhão.
Vai, o éter te aguarda, não te demores mais...

Paz e luz em teu caminho.
Carinhosamente.

Luis Fabiano.

quinta-feira, junho 19, 2008


You've Got A Friend (tradução)
James Taylor
Composição: Carole King

Quando você estiver abatida(o) e preocupada(o)
E precisar de uma ajuda
E nada, nada estiver dando certo,
Feche seus olhos e pense em mim
E logo eu estarei aí
Para iluminar até mesmo suas noites mais sombrias.
Apenas chame alto meu nome
E você sabe, onde quer que eu esteja
Eu virei correndo
Para te encontrar novamente.
Inverno, primavera, verão ou outono,
Tudo que você tem de fazer é chamar.
E eu estarei lá, sim, sim, sim,
Você tem um amigo.
Se o céu acima de você
Tornar-se escuro e cheio de nuvens
E aquele antigo vento norte começar a soprar,
Mantenha sua cabeça sã e chame meu nome em voz alta
E logo eu estarei batendo na sua porta.
Apenas chame meu nome
E você sabe, onde quer que eu esteja
Eu virei correndo para te encontrar novamente.
Inverno, primavera, verão ou outono,
Tudo que você tem de fazer é chamar
E eu estarei lá, sim, sim, sim.
Ei, não é bom saber que você tem um amigo?
As pessoas podem ser tão frias,
Elas te magoarão e te abandonarão
E então elas tomarão sua alma se você permitir-lhes.
Oh, sim, mas não permita-lhes.
Apenas chame alto meu nome
E você sabe, onde quer que eu esteja
Eu virei correndo para te encontrar novamente.
Você não entende queInverno, primavera, verão ou outono,
Ei, agora tudo que você tem a fazer é chamar?
Senhor, eu estarei lá, sim eu estarei,
Você tem um amigo,
Você tem um amigo.
Não é bom saber?
Você tem um amigo...
Não é bom saber?
Você tem um amigo...
Você tem um amigo...
==================
A voz doce e a simpatia de James Taylor são a plasticidade de seu show, musica com lentra linda, em busca de ideais nobres os quais sempre respeito, mas em minha mente realmente não sei se é bem assim, o algo ou alguem que seja totalmente e cem por cento presente, que se possa contar sempre principalmente quando tudo desaba,talvez exista sim, mas com tudo, é preciso entender o limite do sí puramente humano,alguem assim esta além do que é comum, existe mas com toda certeza é raro, a lapidez desta canção nos faz querer isso, talvez sonhar com isso, mas como tudo que temos e sabemos eventualmente é preciso flexionar, para garimpar a essencia.
Com meu profundo carinho, deixo a vocês duas maravilhosas interpretações desta musica.
Paz e luz em teu caminho.
Fabiano,.
James Taylor:
E e as lindas,Caroline King, Celine, Gloria, Shania:


Aroma das flores!

Costumo dizer que sempre a realidade é mais abundante que a ficção, em termos fantasiosos a realidade chega a parecer um sonho, pois o ente humano é um é “vagante” a procura do infinito, muito embora não tenha a menor noção do que seja isso, do que é a si mesmo, então tatear é sempre a melhor escolha e claro as vezes algumas surpresas advêm.
Olhando com destemido olhar para essa turba ululante que é a humanidade, escolho a dedo os melhores/piores personagens para protagonizar estas insignificantes paginas, mais para meu deleite pessoal que para apreciação dos que aqui aportam, digamos flutuantemente um prazer solitário, uma masturbação que as singularidades da vida propõe, afinal cada um procura seu prazer, e estas personas são evocadas de minha memória razoável, seres que se destacam por serem bons ou maus, o meio termo não existe, por ser uma falta de presença pessoal e no meu entender é como um perfume inodoro!
O nome dele era Solé, éramos mais ou menos amigos de infância e adolescência, eu nunca fui de notar nada nas pessoas, para mim cada um faz o que tiver vontade, consigo mesmo e claro que assuma mais ou menos o que faz, mas na época isso não tinha lá muita importância, tínhamos dez e onze anos e aqui confesso que era uma criança totalmente imbecil, o que na época era muito bom, talvez uma celebração a minha inocência (se é que um dia tive alguma...), mas Solé não era o meu melhor amigo isso é verdade, alias ao contrario brigávamos muito o que constitui um prazer infantil, é verdade, mas era o que era tudo certo.
Porem com o tempo e as constantes brigas e reatamentos se tornaram parte da vida normal, porem algo se acurou em mim, a capacidade de observar peculiaridades, e com isso eu desenvolvi um radar para captar as bizarrices humanas, alias diga-se de passagem, as melhores, porque o ente humano ordinário por vezes me é desprezível,literalmente nem fede e nem cheira...de onde extrair nobreza de algo assim?
E assim foi, ai meus amigos, passei a notar uma “qualidade” de Solé que embora muito discreta se fazia sempre presente em seus momentos de ociosidade mental ou uma mania inconsciente, coisa bizarra e poética ao mesmo tempo para quem tem o “gosto”, ele como quem não fazia nada de errado, sorrateiramente levava a mão direita na parte de traz das calças, e tinha um sorrisinho estranho, ai introduzia alguns dedinhos em seu aromático orifício e se demorava alia alguns segundos, talvez quase um minuto, e então lentamente trazia até ao olfato o perfume de sua “rosa”, e como um degustador de aromas saboreava aqueles dedinhos aromáticos, com o tempo fui percebendo que isso lhe causa uma espécie de êxtase, sim, ele ficava com os olhos semi-cerrados como um meditante indiano em busca do nirvana, era um estranho ritual o de Solé, depois de terminado isso ele como que voltava a normalidade com um olhar “iluminado” e claro mal cheiroso...
Bem, claro que isso virou motivo de chacota de outros amigos, que com a minha constatação passaram não mais a apertar mão de Solé, então criava-se um estranho momento quando ele chegava, o pessoal abanava, sorria, dizia e ai..e meio que se afastava justamente para evitar a mão do “amor” de Solé, um deboche e uma verdade em uma frase.O tempo passa, e todos de alguma forma crescemos, a algum tempo atrás vim a encontrar Solé, o que foi no mínimo interessante, porque infelizmente minha memória é excelente, bem ai você pode imaginar a cena, como lembrei que ele era destro, usei uma estratégia de fuga, o cumprimentei com a mão esquerda, me tornei um canhoto instantâneo, o que foi estranho para ele, que me cumprimentou e disse em forma de pergunta: Fabiano tu eras canhoto? Eu olhei sinceramente em seus olhos e disse com muita tranqüilidade da consciência:
-Sim claro Solé, sempre fui,na verdade amigo, eu sou ambidestro, algumas coisas com a mão direita e outra com mão esquerda, disse dando uma irônica risadinha
Ele sorriu e eu também, ai conversando descobri que ele se tornara lutador de jiu-jítsu, e que levava a vida simples em um emprego comum, estava casado e era feliz aparentemente, bem confesso que quando ele disse que estava casado milhares de perguntas fervilharam em minha mente, que hábitos estranhos poderia ter a esposa? Será que ele ainda mantinha o cheiro de rosas nos dedos? Puxa será?
Naquele instante enquanto ele falava sem que eu nada ouvisse, eu sorria de mim para comigo mesmo, então me despedi dele,claro com a mão esquerda e nos afastamos cada um em seu universo, diga-se de passagem que aquilo não foi um encontro, foi um passeio de memória, por vezes em as pessoas não suscitam mais que isso, uma boa memória.


Uma diversão narcotizante natural.
Jamais esqueça o perfume das flores.
Paz e luz em teu caminho.

Luis Fabiano.


quarta-feira, junho 18, 2008


"O ser humano é cego para os próprios defeitos. Jamais um vilão do cinema mudo proclamou-se vilão. Nem o idiota se diz idiota. Os defeitos existem dentro de nós, ativos e militantes, mas inconfessos. Nunca vi um sujeito vir à boca de cena e anunciar, de testa erguida: - 'Senhoras e senhores, eu sou um canalha’."

Nelson Rodrigues.

terça-feira, junho 17, 2008

"Basta ser embotado para não entender todas estas infâmias;a saciedade inspira à libertinagem,que manda executa-las imediatamente. Cansada das coisas simples frageis, a imaginação se desaponta, e a pequenez de nossos recursos, a fraqueza de nossas faculdades, a corrupção de nosso espirito, nos levam a obominações."


Durcet -
120 DIAS DE SODOMA - MARQUÊS DE SADE

Ne Me Quitte Pas (tradução)
Edith Piaf

Não Me Deixes

Não me deixes
É necessário esquecer
Tudo pode ser esquecido
O que já se foi
Esquecer o tempo
Dos mal-entendidos
E o tempo perdido
Em saber como
Esquecer estas horas
Que matavam ás vezes
A golpes do por que
O coração da felicidade
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Eu te oferecerei
Das pérolas da chuva
Vindas de países
Onde não chove
Eu escavarei a terra
Até após minha morte
Para cobrir teu corpo
De ouro e de luz
Eu farei um domínio
Onde o amor será rei
Onde o amor será lei
Onde você será rainha
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Vou te inventar
Palavras insensatas
Que tu as compreenderás
Eu te contarei
Daqueles amantes
Que viram por vezes
Seus corações se abraçarem
E vou te contar
A história de um rei
Morto por não ter
Podido te encontrar
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Viu-se frequentemente
Jorrar o fogo
Do antigo vulcão
Que se acreditava ser velho demais
Ele parecia
Das terras queimadas
Dando mais trigo
Que o melhor abril
E quando vem a noite
Para um céu resplandecente
O vermelho e o preto
Não se casam?
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Não quero mais chorar
Não quero mais falar
Eu me esconderei
A te olhar
Dançar e sorrir
E te escutar
Cantar e depois rir
Deixe tornar-me
Sombra da tua sombra
Sombra da tua mão
Sombra do teu cão
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
Não me deixes
==============
A musica é belissima, repleta de intenção e emoção, na voz triste e melancolica de Edith Piaf mergulhamos em suas fibras emocionais, na tessitura de sua alma, e nesse era o grande diferencial de Edith Piaf, cantava com alma quase rasgada, como era dramática por natureza, ela catalisava beleza e intensidade em tremulos versos que se convertiam em molduras para então não menos belas dores da alma.

Entrego a vocês carinhosamente três interpretações de Edith.
Carinhosamente.
Fabiano.
==========
Um tributo:
http://www.youtube.com/watch?v=-OyW9s6KouA

Uma interpretação de Patria Kaas:
http://www.youtube.com/watch?v=V_es9fo75ZE

Uma interpretação de Maysa com legendas:
http://www.youtube.com/watch?v=8gtOXoXeWQc&feature=related

segunda-feira, junho 16, 2008



A real preocupação!

Voyeurismo é uma parafilia algo interessante infelizmente sua conotação é elevada a prazer fescenino o que em verdade vem a corroborar com a nossa natural miséria de pensar, um pensar que não vai alem do simples prazer ou dores sensórias, a inspiração em direção a sutis belezas ou flutuantes de pensamentos são muito raros, bem, isso não deixa de ser um cárcere, pois a vida nos presenteia todos os dias mas tudo passa tristemente em brancas nuvens quase indiferente.
E como encarcerados da consciência de um modo natural, as pessoas desenvolvem estranhas manias, ou procedimentos que são mais uma adaptação em direção a linha de conforto possível e neste caminho manifestam inverdades cuja insubstâncialidade não importância alguma, mas que de certa forma damos ênfase indiferente. Esse é o ponto, converso com muitas pessoas no decorrer de um simples dia, e a grande maioria fala inocentes idiotices, tudo certo, de alguma forma é normal e respeitável, seres extraordinários não andam por ai gratuitamente, são arredios e silenciosos e desejam ser totalmente invisíveis, mas a ganga comum que você e eu fazemos parte abunda literalmente, então você diz: estou preocupado com isso, estou preocupado com aquilo, estou com a vida,com a natureza, com a guerra no Iraque,a fome no mundo,com a política do pais,com seu filhos,com a vida em outros planetas e outras tantas coisas que são alvo de sua preocupação!!É claro que a maioria disso é entretenimento barato, emoções de aluguel, você realmente não esta preocupado com nada, mas diz que está, porque?Eu explico, porque tais preocupações faz você aparentar uma nobreza espumosa, ilusória, faz você ser bem visto por seus interlocutores e talvez para você mesmo, nada é muito profundo.
Sempre quando alguém vem queixando-se de preocupação qualquer, meu primeiro olhar sempre é o desdém, e se a pessoa estiver sorrindo eu nem escuto, pois real compromisso com que se diz, implica em envolver os pensamentos e emoções no que se expressa, mas as pessoas estão mais preocupadas é com que vão comer, ou quem vão comer, tudo bem preocupações nobres até entendo, mas fazem parte de um cortejo funesto repleto de alegorias e máscaras, como posso respeitar tais preocupações?Assumidamente ninguém diz o que realmente lhe vai na alma, como um auto-engano para enganar o próximo e neste mundo fantasioso todos são”felizes”,eu sou feliz.
Voyeur, esse é nosso prazer real, é bom assistir ao mundo ter prazer ou desprazer enquanto ficamos em uma posição de relativo conforto ,isso me lembra a obra genial de Alfred Hitchcock, onde um personagem sem ter mais oque fazer com um pé quebrado passa a cuidar a vida de seus vizinhos pela janela,e de uma forma muito sutil o simples fato de olhar nos envolve confortavelmente, o mesmo que expiar pelo buraco de uma fechadura, ver atos sagrados é de alguma forma participar deles sem que nos implique em uma posição,atitude real, algo pode ser mais confortável que isto?
Quantas coisas que olhamos, conhecemos e temos um contato superficial nos são prazerosas circunstancialmente, ou mesmo dolorosas e nossa atitude real permanece a mesma, a de fruir. Um expectador de buraco de fechadura, hum,que delicia! Todo voyeur sempre se pergunta o que pode ser feito mais, mas raramente responde, mais uma daquelas perguntas, preocupações ocas feitas de nada.
Meu desejo não é mudar nada e nem preocupar-me com o mundo, longe disso, a minha indiferença é totalmente real sem disfarce ou elegantes fantasias, acho que oque assistimos todos os dias é algo totalmente natural do nosso primitivismo de percepções, a miséria do existir, que de uma maneira muito singular só nos afeta realmente quando passamos de expectadores a protagonistas e coadjuvantes da historia em questão, do contrario tudo é apenas mórbido prazer em furioso espasmo seguido de silencio e indiferença.
E aí foi bom pra você?

Com indiferença na alma.
Paz e luz em teu caminho.
Luis Fabiano.

sábado, junho 14, 2008


Against All Odds (Take a Look At Me Now) (tradução)
Phil Collins
Composição:Phil Collins


Parece Muito Improvável


Como eu posso te deixar ir?
Deixar você ir sem deixar rastro?
Quando eu fico aqui tomando folego com você, olho
Você é a unica que realmente me conhecia de verdade
Como eu posso te deixar ir embora pra longe de mim?
Quando tudo que eu posso fazer é ver você partir
Porque nós compartilhamos as risadas e a dore até dividimos as lágrimas
Você é a unica que realmente me conhecia de verdade

Então, dê uma olhada para mim agora
Porque há apenas um espaço vazio
E não resta nada para me lembrar
Apenas a lembrança do seu rosto
Dê uma olhada para mim agora
Porque há apenas um espaço vazio
E você voltar para mim parece muito improvável
E é isso que eu tenho que encarar

Eu queria poder fazer você se virar
Se virar e me ver chorar
Tem tanta coisa que eu preciso te dizer
Tantas razões por quê
Você é a unica que realmente me conhecia de verdade

Dê uma boa olhada pra mim
Eu vou continuar aqui
E você voltar pra mim parece muito improvável
É um risco que eu tenho que correr
Apenas dê uma olhada em mim agora
Apenas dê uma olhada em mim agora!

============================================
Phil Collins é um talento a parte, mas suas letras são de dor de cotovelo, é claro cantamos oque nossa vida é feita, e a vida dele não foi fácil, relações complicadas,traições, pessoas complicadas o drama de cada um, mas por outro lado, ele canta divinamente e é um dos poucos artistas multi-instrumentistas, ele era alma e o corpo da Banda Genesis.
Essa musica é linda, e profundamente sensível, uma interpretação belíssima com um sax de fundo que rasga o peito e vai direto ao coração, emocione-se com a metálica voz de Phil e tente não pensar em nada do seu passado, por favor,apenas flutue na beleza.

Carinhosamente.
Fabiano.

Senhoras e senhores Phil Collins.


Contos dos namorados...

A paixão de Ambrósio - 3

Muito longe de instigar a bizarrice humana, minha intenção é exaltar a multi-diversidade dos amores que os homens podem sentir e ter, por vezes é claro, as coisas não dão lá muito certo segundo os padrões elitistas, mas afinal que são padrões? Se o padrão fosse a certeza de alguma coisa, certamente o mundo já estaria redimido e possivelmente viveríamos em um paraíso ideal, mas o padrão em meu singelo pensamento é sinônimo de obtusidade, quanto tudo fica tão padronizado é porque já esta morto nada mais a acrescentar ou aprender,nada, até concordo que para algumas coisas é interessante,funcional, cômodo e seguro mas como caráter absoluto de vida,filosofia existencial, realmente não da bom resultado, eu vos asseguro!
Foi assim então que Ambrosio aprendeu desde muito cedo a romper os padrões, assim, que a adolescência já lhe havia passado e atingido a maior idade sem que sua vida intima e emocional tivesse sido assim tão diferente quanto a minha ou a sua, o normal, descoberta da masturbação e coisas semelhantes, bom, isso foi até a estes dias, em que o amor esta no ar e uma aura de mistério e sensibilidade exala seu perfume no universo,assim ele ficou fascinado por uma bela moça, muito esperadamente a paixão veio e o amor também, puxa nunca Ambrosio esteve tão feliz em sua opaca vida, como algo inesperado que por vezes nos propõe a emoção ele estava encantado com o Anita, uma moça educada, doce e muito sensível quase perfeita(deixe-me rir um pouco...).
Como era esperado ele passaria a viver naquele mundo imaginário que são lançados os amantes que se iniciam, neste paraíso feito de desconhecimento e alguma inocência, mas Anita não era flor que se cheirasse até o talo, não mesmo, ela tinha uma aparência de frágeis emoções e gostava disso, afinal isso permitia manipular com as frágeis emoções das pessoas, no entanto ela em essência ela era fria como um iceberg, e não demoraria para ela estar traindo Ambrosio, e claro, com um dos seus amigos, que por uma gafe destas que não pode cometer quem trai,(quem trai não pode cometer erros,deve ser meticuloso,metódico sempre, e não se descuidar jamais, mais adiante escreverei um texto dando instruções de como proceder a isto com eficiência...mais tarde...) então Ambrosio descobriu a traição casualmente, e imensa foi a sua tristeza, nunca ninguém pensaria que chifres fossem tão pesados assim, mas estes chifres atingiram o coração de Ambrosio, que se tornou um ser arredio e mais silencioso, nunca mais foi o mesmo, coisas da fatalidade da vida acenam.
Alguns anos se passaram sem que Ambrosio de envolvesse com mais ninguém, alias ele desenvolveu uma estranha afeição com animais, tinha em casa bichinhos diversos, cães, gatos, ratos, cobras, aranhas, cada um em seu espaço em separado, aparentemente nada tinha conexão, os chifres e os pobres e estranhos animais, porem, e aqui me repito, toda historia humana tem um porem,um mas, o algo que é a parte mais basilar de sua verdade essencial a irredutível realidade.
Que faria Ambrosio em sua casa com estes animais todos?
Tinha uma cadela, da raça Fila, era enorme, uma mistura de vira latas e outros também muito grandes.Quando a noite chegava e as luzes de sua casa se apagavam, Ambrosio se encerrava nos cômodos feitos para seus bichinhos em sua casa, e ali com toda a doçura e carinho ele se entregava a carinhos “animais” literalmente,e ali ele “amava” a sua cadela kéti,que de tanto ser penetrada por ele, se habituara ao ato, segundo o seu entendimento, kéti adorava fazer amor com ele, e como habito torna mesmo as mais terríveis aberrações algo muito natural, aquela pratica passou a ser sempre contumaz, e assim Ambrosio jamais tornaria a tocar em uma mulher ou homem, sua maior paixão era Kéti,em sua mente queria realmente o bem dela e do dele também, talvez as vias não fossem assim tão politicamente corretas(mas política é algo respeitoso?), quais são as vias do amor? Qual e a via errada do amor? E qual a certa?Quando um sentimento é tão humano assim, fica difícil fazer algumas distinções ainda que seja contra a tudo que elegemos como o certo ou errado, por acaso na ínfima manifestação sutil das emoções quantas coisas estão anexadas e contraditórias, e que por vezes desconhecemos?
Desejo a Ambrosio e sua companheira Kéti muita felicidade, que possam ser felizes, e que seja eterno enquanto dure.
Meus sinceros Votos.


Paz e luz em teu caminho.
Luis Fabiano.

sexta-feira, junho 13, 2008


Dom Quixote
Engenheiros do Hawaii
Composição: Humberto Gessinger / Paulo Gauvão


Muito prazer, meu nome é otário
Vindo de outros tempos mas sempre no horário
peixe fora d'água, borboletas no aquário
Muito prazer, meu nome é otário
na ponta dos cascos e fora do páreo
puro sangue, puxando carroça

Um prazer cada vez mais raro
aerodinâmica num tanque de guerra,
vaidades que a terra um dia há de comer.
"Ás" de Espadas fora do baralho
grandes negócios, pequeno empresário.

Muito prazer me chamam de otário
por amor às causas perdidas.

Tudo bem, até pode ser
que os dragões sejam moinhos de vento

Tudo bem, seja o que for
seja por amor às causas perdidas
Por amor às causas perdidas
tudo bem...até pode ser

Que os dragões sejam moinhos de vento
muito prazer...ao seu dispor

Se for por amor às causas perdidas
por amor às causas perdidas.

Eventualmente enveredamos por estradas cujos os caminhos simplesmente não conduzem a lugar algum, nada depressivo, apenas duras experiencias de existir, talvez por desejo, talvez por amor, talvez por simples vontade, investimento em areia movedissa e por vezes lutas inglórias, lutar contra moinhos de ventos, simplesmente por estar emocionalmente vendado por si mesmo, preso pelas próprias mãos.
Nem toda emoção é boa,em todo o sentimento é mau.Tudo são possibilidades.
Aproveitem a musica do Engenheiros em seu momento Don Quixote.




"Quando mais duras e rígidas forem as regras, mais elaborada e criativa a maneira de burlá-las."


Fabiano.

quinta-feira, junho 12, 2008


Contos dos namorados

Amor de corpo e alma – 2

Desde de muito jovem sempre tivera um jeito estranho de ser como se fosse uma assinatura da alma, gostava de brincar de médico (não me refiro a aquele brincar de médico que vai em busca de uma inocente sacanagem...)em suas brincadeiras gostava de fazer-se como um medico cirurgião, sim eu bem lembro dele, tinha um olhar serio, e claro, a seus pais já parecia claro que ele deveria ser médico, afinal já desde tenra idade imitava em forma de brincadeira os gestos dos médicos.
Sua mãe uma mulher sem personalidade, frustrada e orgulhosa então fazia o que muitas mães fazem, projetam a sua frustração em seus filhos, então eles devem ser o Máximo?(esse era o nome de seu Bebê...)Devem ser o que ela não foram.
Interessante, ela queria que seu filho fosse médico, então de alguma forma havia uma certa determinação, puxa, se algo desse errado, bem é melhor nem pensar nisso. Assim ,Maximo cresceu estudou, estudou, estudou e estudou até formar-se médico legista, por um breve momento teve duvidas sobre a carreira, ginecologia ou ser legista?Em sua mente pensou, puxa ginecologia era interessante, mas os vivos são fáceis de tratar, os vivos não tem mistérios eles falam e podem expressar o que sentem e a cura torna-se possível, mas arrancar dos mortos o que dizem em sua voz silenciosa era algo realmente complexo, dar voz aos mortos, aos detalhes, ao crime e de como e que forma as coisas ocorreram, isso era instigante. Na mente de Maximo isso parecia ser mais digno, e foi assim que escolheu a sua carreira, e sua existencia transcorreu sem mais alterações, fez digamos o normal em sua vida, conheceu uma moça, casou, teve filhos e vivia feliz para sempre como se espera quando não existem problemas no paraíso!
Porem, bem você sabe que sempre existe um porem em toda historia, afinal falamos de seres humanos, depois de anos de profissão homem respeitado e respeitável, a vida lhe apronta uma surpresa, dessas que por vezes nos deixam perplexos e sem ação.
Era a tarde de mais um dia comum no Instituto Legista, apenas dois corpos, ferimento a faca com grave lesão no coração, todo indicativo de crime passional, isso é sempre assim, quem atinge o coração com toda certeza é passional, marido traído, mulher traída, acerto de contas, tudo isso fica no rol da passionalidade e claro o coração é alvo, o Dr.Maximo terminava o seu laudo, quando deu entrada um corpo de uma mulher chamada Jordana , vinte e oito anos e absolutamente linda, uma morena cerca de um metro de setenta e oito, cabelos pretos e cacheados, um boca pequena e finas sobrancelhas, traços refinados e o mais impressionante uma face de quem não estava morta, os olhos em tom de verde que lhe dava um ar de boneca de cera, linda e fria.
Ao ver aquele corpo o Dr.Maximo entrou em atitude contemplativa e perdeu-se em pensamento, o corpo coberto por lençol, apenas o rosto descoberto,ele olhava fixamente, mas que pensava Dr.Maximo? Por fim todos foram embora, deixando-o a sós com Jordana, deu inicio aos procedimentos legais, quando então descobriu seu corpo por total e deparou-se com uma forma física absolutamente perfeita,não havia ferimento, ela esta ilibada, pura,sem manchas, marcas nada, mas que teria havido com Jordana?
Ela teria sido envenenada ou envenenou-se só poderia haver isso,para descobrir teria que expor as vísceras e proceder aos exames, mas quando tomou o bisturi na mão, algo que estava tentado ignorar desde que ela chegara agora lhe subiria ao cérebro,ela era linda demais, como um amor súbito envolveu-lhe e no calor das emoções uma excitação por Jordana, por aquela beleza tão especial e congelada,fria então abandonou os procedimentos legais e carinhosamente deu um beijo nos lábios de Jordana que com olhar fixo nada manifestou, então beijou-lhe o pescoço,as orelhas, os ombros, seios...nisso o frenesi invade-lhe o corpo despindo-se totalmente entrega-se a paixão com Jordana, de uma forma inesperada, naquele momento não havia drama de consciência, nunca tinha feito aquilo e tudo era tão natural, mas ela era tão linda, tão...como gostaria que ela dissesse alguma coisa, um gemido talvez ?Mas nada, Jordana mais morta do que nunca.
Maximo com alguma dificuldade abriu-lhe as pernas, dificil mas com jeito conseguiu penetrá-la, por fim em um sacolejo desajeitado e terrível de se ver, teve um estranho orgasmo...algo como um orgasmo de culpa,então olhou mais uma vez nos olhos de Jordana, vestiu-se, sorriu para ela e disse em alta voz para a mesma, Jordana desculpe-me, isso vai doer mais em mim que em você, e pegando o bisturi abriu-lhe as entranhas em busca da causa mortis...que bela maneira de terminar um amor...

Que coisa estranha,mas a verdade não segue linhas retas.
Paz e luz em teu caminho,.
Fabiano.